sábado, janeiro 09, 2016

FAMÍLIAS COMO AS NOSSAS CONTRA A ISLAMIZAÇÃO DA EUROPA

O PNR sempre se opôs ao crime do multi-culturalismo, prevendo e prevenindo sobre as óbvias consequências de partilharmos a “nossa casa” com pessoas portadoras de culturas e costumes totalmente diferentes. Quantas mais violações serão precisas, para as pessoas abrirem os olhos? Quantos atentados? Quantas bombas? Quantos desacatos? Quantos bairros de não-direito? Quantas intimidações? Cada vez se torna mais urgente que as pessoas abram os olhos e reajam enquanto é tempo. Não devemos esperar que em Portugal suceda o mesmo que noutros países europeus. A islamização da Europa é um crime! A ameaça ao nosso modo de vida, à nossa segurança e à nossa cultura é um crime! Com o PNR nunca, em circunstância alguma, se aceitaria a islamização do nosso país nem a vinda de “refugiados”. Connosco, o controlo das fronteiras seria retomado, a segurança nas nossas ruas, assegurada, e todos os políticos responsáveis por este crime de meterem cá dentro o “Cavalo de Tróia”, seriam julgados e condenados por alta traição à Pátria! No dia 13 de Fevereiro, vamos todos ao Martim Moniz, mostrar que, com o PNR, há patriotas corajosos que defendem o que é nosso!

terça-feira, dezembro 08, 2015

Ramais da Lousã e da Figueira/Pampilhosa

A desculpa da bitola Europeia já não pega como pretexto para não reactivar os Ramais da Lousã e da Figueira da Foz-Pampilhosa. Aquilo que se implementou em Cádis, com recurso a veículos CAF-Urbos, bitensão e de 1668mm, abre caminho à reposição da via, exploração temporária com Diesel - se necessário - e electrificação 25 kV 50 Hz, plenamente compatível com 600 ou 750V cc, nos troços urbanos em Coimbra-cidade ou no que lhe queiram adicionar à posteriori. Com o Urbos é possível ir de Serpins (e Góis) à F. da Foz, tudo através de linhas de 1668mm e em plena compatibilidade com a logística e transporte de mercadorias. A aplicação de travessas 1668+1435mm, assim como os próprios veículos permitirem plena aptidão a um processo de migração de bitola, em data in
certa. Foi o que se fez em Cádis.