sexta-feira, março 05, 2010

O Aventar volta sempre ao local do crime


Ontem, 3 de Março, o Aventar publicou um anúncio no jornal Público procurando o que nos falta para sermos um blogue completamente pluralista: alguém que defenda o actual governo.
Pelas 14.00 ficámos offline.
Segundo a empresa Esotérica, que nos prestava o serviço de alojamento do blogue num servidor partilhado o excesso de tráfego do Aventar tinha mandado abaixo todo o servidor
Não sendo a primeira vez que tal sucedia, e tendo o Aventar entre as 13h e as 14h cerca de 200 visitantes, a solução que nos foi apresentada pela empresa passaria por mudarmos para um servidor dedicado, pela módica quantia de 60 € mensais, mudança que só seria possível a partir da tarde de hoje.
Deixando de lado algumas trocas de palavras mais rocambolescas, optámos por mudar de fornecedor. Solicitado à Esotérica acesso por ftp aos nossos ficheiros tal foi-nos negado.
Ao fim da tarde o Blasfémias publicou estes factos.
Após essa publicação tivemos acesso aos nosso ficheiros.
Neste momento voltámos.

Entretanto houve algumas respostas ao nosso anúncio, a despeito de termos ficado quase incontactáveis. Continuamos por isso mesmo abertos a mais propostas.
Queremos agradecer aos blogues que se solidarizaram connosco, em particular ao Blasfémias, 5 Dias, Fliscorno e Palavrossavrvs Rex. Nas suas caixas de comentários surgiram algumas hipóteses mais ou menos mirabolantes tentando explicar o sucedido. Não podemos deixar de desmentir que tudo isto tenha passado por um telefonema de Sócrates ao rei de Espanha, que por sua vez teria telefonado não se sabe bem a quem. No Aventar temos um fervoroso monárquico que se encarregou pessoalmente de impedir tal desiderato.

Não deixa de ser verdade que se tivéssemos entre nós um defensor governamental nada disto teria acontecido, pela simples razão de que não teríamos tido necessidade de publicar o anúncio. Agora também é verdade que 200 visitas numa hora mandar abaixo um servidor é razão para mudarmos de alojamento e não motivo para imaginarmos situações mais complicadas.

Como alguns dos meus amigos sabem, eu sou um dos que escreve neste blogue. Aceitei fazer parte do projecto a convite de um amigo de longa dada e porque aceitei interessante, fazer parte de uma equipa que pretende ser pluralista.
Não deixem pois de visitar um blogue penalizado por excesso de tráfego e que teve um anúncio censurado no moderno e livre Jornal de Noticias.


FONTE

1 comentário:

gataescondida disse...

O JN é um pasquim do governo Socretino. O DN, idem.



Cumprimentos


Gata