terça-feira, fevereiro 17, 2009

O PNR protesta pelo facto de não ser convidado para o programa “Prós e Contras”


O programa “Prós e Contras” da RTP1 promove nesta segunda-feira, 16 de Fevereiro, um debate sobre o “casamento homossexual”, tema fracturante na sociedade, pelo facto de estar na ordem do dia, em virtude da sua expressa colocação na agenda do PS para a próxima legislatura.

O PNR lamenta o facto de, mais uma vez, sendo a única força do espectro partidário com uma posição única, vincada e corajosa no lado do “contra”, não ser convidado para tal debate.

O PNR lembra que nenhum outro partido político ousa apontar o dedo ao poderoso lóbi gay e à sua agenda de promoção da homossexualidade, tendo realizado, inclusive, uma manifestação em 2005 contra estas duas realidades.

O PNR denuncia a desonestidade da “criminalização”, por via do Código Penal, daqueles que se opõe à promoção da homossexualidade, configurando uma flagrante falta de liberdade de expressão, mas reafirma a sua coragem em combater frontalmente este atentado á sociedade.

Tendo recentemente emitido um comunicado de imprensa sobre este tema, o qual teve eco (apenas) em alguma comunicação social, entende o PNR que há um manifesto bloqueio por parte da RTP, serviço público, à legítima expressão de um partido que, tendo ideias claras e firmes, defende aquilo que é sentido pela maioria da população sem se deixar manietar pelas falsas tolerâncias.

Lamenta ainda, o PNR, que apenas se apresentem aos portugueses os pontos de vista dos cinco partidos com assento parlamentar, impedindo os outros partidos de se expressarem e impedindo o acesso dos portugueses às suas mensagens.

Comissão Política Nacional
15 de Fevereiro de 2009

1 comentário:

skedsen disse...

Ninguém queria lá o PNR,único partido e corrente de opinião contra os casamentos homossexuais.O que eles pretendiam era fazer uma operação de charme a favor desses Casamentos(!?!?!?)e o PNR só iria atrapalhar e confundir,como tal,ficou em casa....